Mais eficientes do que nuncaEletrificação, engenharia de propulsão, estrutura leve e sistema eletrónico da ZF.

Um menor consumo de combustível e a redução das emissões de CO² são impulsionadores essenciais do desenvolvimento na ZF. Esta empresa tecnológica está a realizar uma investigação intensiva de conceitos orientados para a mobilidade eficiente no futuro. Por um lado, concentram-se esforços na otimização dos motores de combustão através de sistemas de transmissão eficientes, assim como componentes do grupo motopropulsor que suportem o princípio da redução e, por outro, na hibridização e eletrificação.De igual forma, o peso do chassis de um veículo de passageiros,por exemplo, pode ser significativamente reduzido de diversas formas. Adicionalmente, os sistemas eletrónicos inteligentes, assim como a interação cada vez maior entre os veículos e entre estes e o ambiente, estão a contribuir de forma importante para a eficiência.

Eletrificação Híbridos plug-In e sistemas de propulsão totalmente elétricos feitos pela ZF

A combinação de um conjunto de fatores, tais como metas de redução das emissões de dióxido de carbono cada vez mais rigorosas aliadas a uma concorrência e a uma pressão dos custos cada vez maiores, assim como expetativas cada vez altas dos clientes, exige competências especializadas a nível da propulsão elétrica: a ZF disponibiliza estas competências através de uma abordagem modular que cumpre todos os requisitos de operacionalidade e as exigências comerciais dos fabricantes automóveis.

A gama de produtos da ZF inclui todos os componentes para uma propulsão elétrica eficiente em termos de custos, incluindo unidades de comando e componentes eletrónicos de potência, começando com módulos híbridos individuais, passando por sistemas híbridos plug-in até conceitos totalmente elétricos. Estes últimos incluem um módulo de propulsão, que gera até 120 kW e está localizado centralmente no eixo, assim como o eTB (electric Twist Beam), com dois motores elétricos perto das rodas integrados numa suspensão traseira semi-independente.

Procuradas em todas as categorias de veículos Transmissões automáticas eficientes da ZF para veículos de passageiros

As transmissões automáticas da ZF para veículos de passageiros têm tido um enorme sucesso no mercado. Desde que começou a produção em série da sua transmissão automática de 8 velocidades (8HP) em 2009 e até finais de 2014, a ZF já vendeu 7,5 milhões de unidades, produzindo as fábricas de Saarbrücken (Alemanha) e Gray Court (EUA) mais de 2,6 milhões de unidades anualmente (situação: meados de 2015).

Em veículos com motor transversal dianteiro, a categoria de propulsão com o maior potencial de crescimento em todo o mundo, a tecnologia da ZF está também a impor-se. Sensivelmente dois anos após o início da produção em série da transmissão automática de 9 velocidades (9HP), esta transformou-se num sucesso internacional, contando atualmente com três clientes e várias aplicações de produção em série.

Com cada nova geração de transmissões, a ZF tem ajudado a reduzir o consumo de combustível e as emissões em veículos de passageiros. Adicionalmente, as transmissões automáticas da ZF oferecem o mais alto nível de conforto e dinâmica de condução.

A inverter a espiral do peso Estrutura leve da ZF para chassis de automóveis

Ao longo das últimas décadas, os veículos têm ficado cada vez mais seguros e eficientes. No entanto, capacidades de carga mais elevadas, maior estabilidade de condução e melhores características de condução dinâmica também significam, com frequência, eixos mais complexos e mais pesados.

A ZF trabalha há uma série de anos para inverter esta tendência. A mais recente versão de uma mola transversal de direcionamento das rodas, feita de plástico reforçado com fibra de vidro (GRP), que foi integrada pela ZF num eixo traseiro leve para veículos de passageiros é prova desse esforço. A estrutura da ZF pesa aprox. 13% menos do que uma suspensão traseira multilink. Esta redução do peso com desempenho equiparável foi tornada possível essencialmente graças à abordagem holística orientada para um design de baixo peso implementada de forma rigorosa pela ZF.

Há anos que a ZF tem vindo a otimizar o peso de componentes individuais: amortecedores, barras de controlo transversal e pedais de travão leves são fabricados em série e contribuem para a redução do peso dos veículos de passageiros.

MELHOR SENSAÇÃO AO VOLANTE DO SETOR REDUÇÃO SIGNIFICATIVA DO CONSUMO DE COMBUSTÍVEL

A direção elétrica assistida (EPS) com acionamento da coluna de direção é uma tecnologia inovadora de direção assistida, que elimina a ligação entre o sistema de direção e o motor. O binário adicional de assistência da direção é proporcionado pelo motor elétrico. O design modular e escalável da EPS com acionamento da coluna de direção oferece flexibilidade de montagem, sendo eficiente para uma ampla gama de aplicações de veículos, ao mesmo tempo que reduz os custos do ciclo de vida.

A unidade de comando eletrónica está integrada no grupo de propulsão e contém os algoritmos de controlo para possibilitar uma resposta dinâmica da direção – algo que não é possível concretizar com sistemas de direção hidráulica. A EPS com acionamento da coluna de direção monitoriza continuamente as interações do condutor através do volante e só consome energia para apoiar o condutor quando é necessária assistência à direção. Esta redução da quantidade de energia requerida pelo sistema de direção pode contribuir significativamente para reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO².

SOLUÇÃO DE TRAVAGEM REGENERATIVA PARA VEÍCULOS ELÉTRICOS E HÍBRIDOS

O controlo de estabilidade eletrónico (ESC) – híbrido, baseado no design modular EBC460, é uma solução de travagem regenerativa económica para veículos elétricos e híbridos. Representa a integração da funcionalidade de travagem eletro-hidráulica na tecnologia ESC. O sistema, comprovado na produção em série, apresenta uma robusta bomba de seis pistões, que permite uma travagem regenerativa e que combina a recuperação da energia de travagem do motor híbrido ou totalmente elétrico com a travagem por fricção, proporcionando uma maior eficiência de consumo de combustível e menos emissões.

Os condutores usufruem de um elevado nível de conforto em todas as intervenções de controlo da patinagem e em aplicações de travagem automática e controlo de cruzeiro adaptativo com um melhor comportamento vibro-acústico (NVH).

O sistema apresenta gradientes de pressão melhorados para funções de travagem automática. Utiliza um sistema de acionamento convencional com capacidade de detetar o curso do pedal, resultando em características eficientes em termos de custos, peso, instalação e desempenho.