Uma empresa enraizada na tradiçãoA ZF através dos tempos

A empresa "Zahnradfabrik GmbH" foi fundada há cem anos. Ao longo da sua história repleta de acontecimentos, a ZF soube agarrar as oportunidades de empreendimento, tendo-se transformado numa empresa líder em tecnologia de sistemas de transmissão e chassis.

Equilibrar inovação e tradição

A ZF tem crescido continuamente: desde o seu início como fabricante de rodas dentadas e transmissões para os dirigíveis Zeppelin, até à sua forma atual, como um dos maiores fornecedores internacionais de tecnologia de sistemas de transmissão e chassis. Desde que foi fundada em 1915, a empresa já equipou inúmeros veículos para uma grande variedade de clientes, primeiro com transmissões e, mais recentemente, com sistemas de direção, diferenciais e eixos. Aston Martin, BMW, Maserati, MAN, Mercedes-Benz – para além de ter escrito a sua própria história, a ZF ajudou também a escrever a história de muitos construtores automóveis, dando forma ao desenvolvimento e aos produtos destes construtores de renome. Os engenheiros da ZF foram sempre a força motriz do progresso na produção em série e nos desportos motorizados, com a sua capacidade de inovação, competência, materiais de ponta e métodos de fabrico em aperfeiçoamento constante.

De tratores a helicópteros

Podem ser velhos, mas ainda não estão prontos para a sucata: os veículos clássicos, desde tratores e helicópteros a iates a motor e carros desportivos, não entusiasmam apenas os fãs de veículos antigos. Graças ao extenso Arquivo do Grupo e ao crescimento constante da Coleção Histórica, a ZF preserva uma parte rica da história da tecnologia. Atualmente, a coleção de veículos conta, por exemplo, com um carro de bombeiros Magirus, de 1940, com a transmissão padrão da ZF; um trator Porsche Diesel Junior, de 1957, com a transmissão para tratores ZF A 4; um BMW 2000 C, de 1967, com a primeira transmissão automática da ZF para carros, a 3 HP 12, e direcção de parafuso sem-fim e rolete da ZF, e um Alfa Romeu Montreal, de 1973, com uma transmissão manual de 5 velocidades da ZF e diferencial autoblocante.

ZF: marca de excelência tecnológica

A ZF dá grande importância à confiança dos seus clientes, parceiros e empregados e orgulha-se de representar competência técnica, qualidade e serviço. A marca ZF só ganha vida quando se presta tributo à tradição e história da empresa, e o que nos acelera a pulsação é o nosso entusiasmo – na verdade, o nosso fascínio e espanto – pela tecnologia. Na secção ZF Tradition, oferecemos aos proprietários de veículos históricos com produtos ZF um ponto de referência central para as suas perguntas e problemas e ajudamos os entusiastas dos veículos clássicos com informações técnicas, conselhos sobre reparações e peças sobresselentes.

Marcos

Década de 10

1915

Em 1902, nos primórdios da era do automóvel, um engenheiro de espírito pioneiro chamado Alfred Soden começou a trabalhar na Daimler em Estugarda (Alemanha), desempenhando as funções de subgerente. Em 1906, saiu da Daimler para começar a trabalhar na MAN (Vogelmotor) e, durante uma viagem ao Lago de Constança, Soden conheceu o Conde Zeppelin através do qual ficou a conhecer a tecnologia dos dirigíveis, que o deixou de tal modo fascinado que, após ter superado as dúvidas iniciais, candidatou-se a um emprego na Zeppelin. Os esforços de Soden foram recompensados e em 1910 tornou-se gerente do departamento de testes na Zeppelin. Como parte dos esforços da empresa para melhorar os motores dos dirigíveis, Soden contactou um especialista em rodas dentadas, o engenheiro suíço Max Maag, que tinha desenvolvido um processo de esmerilação especial para rodas dentadas. A ZF foi posteriormente fundada em 1915, com o envolvimento de Maag e Alfred Colsman, que ficou encarregado do lado comercial da empresa.

1917

A marca ZF foi registada e o primeiro logótipo concebido.

1919/20

A ZF produziu as primeiras transmissões para veículos de passageiros: a transmissão de 8 cavalos-vapor e a transmissão de alavanca.

Década de 20

1921

O cofundador da ZF, Alfred Graf von Soden-Fraunhofen, apresentou aos especialistas do setor uma transmissão de quatro velocidades para veículos, a quem deu o seu nome. Embora o produto integrasse tecnologia de ponta, não se conseguiu impor em termos comerciais. O apaixonado engenheiro tinha chegado mesmo a testar a transmissão durante passeios de carro com a sua família aos domingos.

A empresa alterou a sua forma de sociedade para sociedade anónima de responsabilidade limitada, tendo sido matriculada na Conservatória do Registo Comercial em 24 de Junho de 1921.

1925

A ZF apresentou a sua inovadora transmissão standard no Salão Automóvel de Berlim em 1925. O conceito modular era compatível com vários modelos de veículos, conferindo-lhe maior eficiência do que qualquer tipo de transmissão disponível até aí. Com o sucesso da transmissão standard, a ZF conseguiu impor-se de forma sustentável no mercado automóvel.

1926

A ZF abriu uma fábrica em Berlim (Alemanha): a sua primeira subsidiária iniciou a atividade.

1929

Conduzir com ruídos incómodos passou a ser uma coisa do passado com o lançamento da transmissão Aphon, que passou a ser equipada com um sincronizador pela primeira vez em 1930.

Década de 30

1932

Em 1932, a ZF adquiriu uma patente detida pela empresa Ross dos EUA para o fabrico de sistemas de direção. A empresa vendeu 10 000 sistemas de direção apenas no primeiro ano de produção, o que lhe permitiu singrar num novo segmento de negócio.

1934

Uma transmissão totalmente sincronizada para veículos de passageiros (BMW, Mercedes, Horch) foi lançada no mercado, com sincronizador de cone que otimizou a sincronização.

1937

A política armamentista do governo nazi aumentou o número das encomendas à ZF, a capacidade de produção foi aumentada graças à abertura da fábrica de Schwäbisch Gmünd (Alemanha), em 1937. Na ZF houve pouca resistência aberta aos nazis, à semelhança do que se passava um pouco por todo o lado.

A ZF lançou a sua primeira transmissão de trator como o sistema A 12.

Década de 40

1945 e anos seguintes

Durante a reconstrução, vários trabalhadores da ZF, incluindo o diretor Albert Maier, conseguiram juntar os seus recursos para estabelecer uma nova fábrica em Friedrichshafen (Alemanha), lançando os alicerces para o próximo capítulo da empresa no período do pós-guerra. Inicialmente, os empregados começaram por produzir ou reparar eletrodomésticos, tais como máquinas de fazer massa fresca "Spaetzle" e picadoras de carne no pavilhão 5, a única parte da fábrica que restava intacta. Isto foi possível graças a intensas negociações entre os empregados da ZF e as forças ocupantes francesas, incluindo Maier, Pirker, Metzger e Mühlhäuser, pois a intenção original dos franceses era demolir a fábrica. Na mesma altura, foi fundada a ZF Passau GmbH.

1946

Albert Maier concebeu um carro supercompacto de 2 lugares, o Champion, para satisfazer as necessidades de mobilidade da sociedade do pós-guerra.

Década de 50

1950

Dr. Albert Maier

Em agosto, as autoridades francesas deram autorização para as ações da ZF serem transferidas: 89,8% das ações da ZF foram para a Fundação Zeppelin (cidade de Friedrichshafen desde 1947), 6,2% foram para Brandenstein-Zeppelin e Zeppelin-Erbengemeinschaft (até 1990), 4% para a Maag Zahnräder und Maschinen AG (até 1989). Durante a segunda reunião do Conselho de Supervisão da empresa, Albert Maier e Robert Pirker foram oficialmente nomeados para o Conselho de Administração; os membros suplentes do Conselho de Administração incluíam Konstantin Schmäh e Ekart Graf de Soden-Fraunhofen; o presidente Dr. Max Grünbeck foi nomeado Presidente do Conselho de Supervisão.

1958

O "milagre económico" alemão estava a ganhar impulso em finais do anos 50, começando as empresas a exportar para mercados internacionais. Isto incluiu a Zahnradfabrik Friedrichshafen, que fundou a ZF do Brasil – uma fábrica de transmissões e engrenagens localizada em São Caetano do Sul em Brasil – em 15 de agosto de 1958. Para alguns empregados da ZF e as respetivas famílias, que emigraram para o Brasil a partir de 1959 para supervisionar a instalação das máquina na fábrica e a produção, a partida do Lago de Constança marcou o primeiro capítulo no futuro da empresa e uma grande aventura no Novo Mundo. A primeira etapa da viagem foi feita de autocarro até Génova (Itália) e daí para o Rio de Janeiro (Brasil) de barco.

1959

Foi recebida uma grande encomenda da Auto Union (a partir de 1958, participação maioritária da DB com licença da Vemag para fabricar o DKW em São Paulo), desenvolvimentos internos de produtos e estrangulamentos da capacidade levaram à abertura da 2.ª fábrica, a produção em série permaneceu no pavilhão 1 até 1965. A produção da 3HP12 foi posteriormente aí iniciada.

Década de 60

1960

Os carros desportivos Aston Martin conduzidos por James Bond no filme "007 - Ao Serviço De Sua Majestade" foram equipados com transmissões da ZF.

1960-1963

A ZF tomou a decisão de entrar num novo segmento de produtos: eixos e transmissões para máquinas agrícolas.

1961

A ZF estabeleceu uma parceria com a equipa britânica de Fórmula 1 Lotus. Entre 1961 e 1968, os engenheiros da ZF forneceram transmissões à equipa e realizaram pessoalmente a manutenção das mesmas em Friedrichshafen (Alemanha) após cada corrida. O sucesso desta colaboração foi tão grande, que em 1968 o lendário condutor da Lotus, Jim Clark, já tinha arrecadado inúmeras vitórias no Grande Prémio e vencido um campeonato do mundo, tendo tornado a ZF internacionalmente famosa no mundo do automobilismo. A transmissão da ZF utilizada no Lotus era uma evolução da transmissão standard de 4 velocidades.

1965

Em 1965, a primeira transmissão automática para veículos de passageiros da ZF, a 3HP12, foi utilizada como transmissão standard na produção em série da BMW e da Peugeot. O diretor de desenvolvimento do fabricante francês, Jacques Desbois, apoiou a aquisição de transmissões da ZF. Tal deveu-se sobretudo ao facto de ter trabalhado como trabalhador estrangeiro em Friedrichshafen (Alemanha) durante a guerra e apesar das condições extremamente difíceis, Desbois não tinha esquecido o seu ex-colega Otto Schwab, que mais tarde viria a tornar-se o pai da transmissão automática da ZF. As primeiras transmissões automáticas foram desenvolvidas na ZF em segredo por Hansjörg Dach e Otto Schwab, que já tinham identificado o potencial do produto no mercado europeu e aplicaram o seu know-how para aperfeiçoar a tecnologia existente. Isto lançou as bases para o sucesso atual das transmissões automáticas da ZF no mercado automóvel mundial.

A ZF comemorou 50 anos como a maior empresa europeia independente especializada em tecnologia de transmissão e sistemas de direção.

Década de 70

1970

Em finais dos anos 50, a ZF retomou o desenvolvimento de acionamentos para aplicações no campo da aeronáutica. Em 1970, atingiu um marco importante neste campo tradicional com o helicóptero BO 105 da MBB. Foi o primeiro helicóptero produzido em série desenvolvido na Alemanha e estava equipado com um sistema de transmissão FS 72 da ZF. O produto da ZF cumpria os requisitos de qualidade, precisão e peso exatos.

1972

Os carros desportivos Aston Martin conduzidos por James Bond no filme "007 - Ao Serviço De Sua Majestade" foram equipados com transmissões da ZF.

1977

Início da produção em série da Ecomat que, em 1981, passa a contar com microcomputadores na sua unidade de comando. Esta inovadora tecnologia baseou-se num controlador de microcomputador desenvolvido em segredo por Schwarz e um colega.

1979

A ZF iniciou a sua atividade nos EUA através do estabelecimento de uma subsidiária detida a 100% pela ZF, a ZF of North America Inc., em Chicago

Década de 80

1980

A ZF Japan foi fundada em Tóquio enquanto representante da empresa no Extremo Oriente.

Após quatro anos de trabalhos de desenvolvimento, a transmissão ZF-Ecosplit para veículos comerciais pesados estava pronta para produção em série. Tornou-se a espinha dorsal da produção em Friedrichshafen e uma das transmissões para veículos comerciais mais bem sucedidas de sempre. Ao longo dos 20 anos seguintes, foram produzidos um milhão de unidades desta transmissão para veículos comerciais pesados. Um factor decisivo para o seu sucesso foi os engenheiros projetistas terem tido tempo para desenvolver um produto completamente amadurecido, sem pressões para apresentarem resultados imediatos.

1983

Nos anos 70, a ZF inventou e começou a trabalhar no conceito da tecnologia de piso rebaixado para autocarros. No entanto, levaria mais 10 anos até começar a haver uma procura significativa deste produto. Atualmente, a ZF é o fornecedor mundial líder em sistemas de eixos para autocarros, tendo a produção em série do AV 130 começado em 1983.

1984

A ZF adquiriu 74,5% da Lemförder Metallwaren. Este foi um passo decisivo para a ZF se tornar num fornecedor com uma gama completa em termos de tecnologias de chassis e de transmissão.

A ZF iniciou a sua atividade na Índia com a fundação da ZF Steering Gear, em Pune (26% do capital)

1986

A ZF estabeleceu a sua primeira unidade de produção nos EUA com a construção de uma fábrica em Gainesville, Geórgia. Em 1986, a fábrica começou a fornecer a Ford Motor Company com 100 000 transmissões por ano. A presença da ZF no mercado dos EUA assumiu, assim, uma nova dimensão.

A ZF iniciou a produção em série do sistema de direção ZF-Servotronic para veículos de passageiros. O sistema permitia a programação individual e foi descrito pelos especialistas como o “núcleo de um sistema de direção revolucionário”. Duas características de destaque deste produto eram a direção assistida fácil de manobrar mesmo com o veículo parado e uma força de direção que aumenta em função da velocidade de condução.

Década de 90

1990

A ZF celebrou o seu 75.º aniversário. Foi criada a Fundação de Arte da ZF e o Centro de Investigação e Desenvolvimento foi oficialmente inaugurado em Friedrichshafen, Alemanha.

1991

A ZF adquiriu a fábrica da IFA em Brandenburg (Alemanha) e transformou-a numa unidade de fabrico de transmissões manuais de última geração. Expansão da ZF para novos países.

1993

A ZF Friedrichshafen AG e o grupo chinês Beijing North Vehicle Works fundam em conjunto a Beijing ZF North Drive System Technical Co. Ltd na República Popular da China. Estava assim traçado o caminho para a implementação de uma extensa presença da ZF na Ásia, bastante precoce em relação a outras empresas alemãs.

1994

A ZF celebra 20 anos em Duncan, o sistema de eixos da ZF é produzido pela primeira vez.

1999

A ZF Lenksysteme GmbH abriu as portas.

1.ª Década de 2000

2001

Ernst Sachs

O Grupo ZF adquiriu e integrou a empresa Sachs. Tal representou um importante desafio para a gerência e o pessoal devido às culturas corporativas muito diferentes.

2002

ZF Lenksysteme GmbH iniciou a produção em série do sistema de direção assistida ZF Servolectric. Entre os clientes contaram-se a BMW, a Audi e a VW. O sistema de direção ultramoderno foi o resultado de uma joint venture com a Robert Bosch GmbH. As duas empresas trabalhavam incansavelmente no desenvolvimento deste sistema desde 1999, tendo concluído o projeto com sucesso graças a terem unido as suas competências e os seus esforços.

2003

A ZF aumentou a sua participação na ZF Lemförder Metallwaren AG, Lemförde, de 75,6% para 100%. Em troca, a Fundação Dr.-Jürgen-Ulderup, Lemförde, o acionista anterior, ficou com um capital de 6,2% na ZF.

2004

O sistema de amortecedores electrónicos CDC da ZF Sachs foi lançado no primeiro veículo compacto produzido em série, o Opel Astra.

2006

A ZF apresentou a sua nova transmissão para autocarro EcoLife no Salão Internacional de Veículos Comerciais IAA.

Começou a produção em série da nova geração da 6HP.

2007

A ZF Engineering Pilsen foi fundada na República Checa.

2008

A ZF abriu a sua primeira unidade de produção industrial europeia em Schweinfurt (Alemanha) para o fabrico de módulos híbridos para veículos de passageiros.

A ZF iniciou a produção em série da transmissão de dupla embraiagem de 7 velocidades.

As autoridades antitrust baseadas em Bruxelas aprovaram a aquisição do fabricante de produtos electrónicos Cherry Corporation, que se tornou a unidade de negócio de componentes electrónicos do Grupo ZF.

2009

A produção em série da 8HP foi iniciada em Saarbrücken (Alemanha).

A ZF Services expandiu o seu negócios de reparação global de caixas multiplicadoras de turbinas eólicas com um novo centro de competências em Dortmund (Alemanha), que passou a funcionar como o escritório central de coordenação de reparações.

Enquanto empresa multinacional no setor automóvel, profundamente enraizada na região onde foi fundada, a ZF reforçou os seus laços no local através da criação da Oficina do Saber para jovens e crianças em Friedrichshafen (Alemanha), em 2009. O objetivo destas instalações é familiarizar os jovens da região com o mundo da engenharia. Está planeada a abertura de mais Oficinas do Saber noutras unidades da ZF.

A 8HP foi lançada no mercado.

2.ª Década de 2010

2011

O Grupo adquiriu a empresa Hansen Transmissions International, que foi integrada na unidade de negócio de Tecnologia de Energia Eólica.

2012

A ZF disponibilizou a primeira transmissão manual de 7 velocidades do mundo.

2012-2013

A primeira transmissão automática de 9 velocidades para veículos de passageiros com tração dianteira transversal começou a ser produzida em série em 2013. A Land Rover começou a equipar o seu Range Rover Evoque com a transmissão 9HP a partir de finais de 2013. No mesmo ano, o Grupo Chrysler começou também a produzir sob licença a transmissão automática de 9 velocidades, que o fabricante nos EUA instala no Jeep Cherokee, entre outros.

2014

Inicia-se a produção em série do sistema híbrido plug-in.

Informações adicionais