A ZF faz os veículosver, julgar e agir

Os termos “VER – JULGAR – AGIR” formam o princípio que orienta a própria empresa e que diferencia suas inovações tecnológicas. Além de criar soluções individuais de mobilidade para as megatendências de segurança, eficiência e condução autônoma, a ZF também aplica seu amplo know-how para desenvolver sistemas inteligentes completos.

Com sua vasta competência, a ZF combina sensores ambientais, como câmeras e radares (“ver”), com unidades centrais de controle eletrônico no veículo (“julgar”). Os sistemas mecatrônicos inteligentes instalados no driveline, chassis e direção convertem os sinais em ações (“agir”).

VER – COM MODERNOS SENSORES AMBIENTAIS

Um sistema confiável de reconhecimento detalhado do ambiente é o primeiro passo para todo programa de condução automatizada. Para poder reagir certo, primeiramente o sistema precisa identificar o trajeto, as marcações na pista e os participantes do trânsito.

Com sua expertise em sensores, a ZF equipa os veículos com os olhos necessários para isso: modernas câmeras bem como radares e sensores do tipo LiDAR reconhecem o ambiente e interagem para dispor ao veículo a mais completa imagem possível do espaço a seu redor.

JULGAR – com unidades inteligentes de controle eletrônico

As unidades eletrônicas de controle da ZF formam o centro de processamento de dados de alto desempenho e a central de comando do sistema de condução automatizada, ou seja, seu cérebro.

Elas são responsáveis por coletar e analisar os sinais enviados pelos sensores para formar uma imagem tridimensional de 360°. Com esses dados, as unidades de controle calculam rapidamente a reação ideal para a situação e decidem como o veículo deve implementá-la. A distância do veículo à frente é muito pequena? É suficiente reduzir o acionamento ou é necessário frear?

O software transmite os devidos comandos aos atuadores mecatrônicos.

AGIR – com diversos atuadores mecatrônicos

Identificar riscos e refletir sobre como evitá-los pouco ajuda se não forem tomadas ações concretas.

Além dos olhos e do cérebro, a ZF fornece os músculos necessários para os sistemas de condução automatizada: atuadores mecatrônicos, como sistemas de freio, direção e chassis, reagem em frações de segundo à situação atual do trânsito e implementam a solução calculada pela unidade de controle.

Dessa forma, os veículos permanecem automaticamente na pista, reduzem a velocidade a níveis ideais para fazer uma curva, estacionam em uma vaga estreita e até mesmo desviam sozinhos de obstáculos repentinos e freiam, como mostrado pela função de manobras evasivas (Evasive Maneuver Assist – EMA) do ZF Innovation Truck 2016.

Isso também pode ser interessante para você