Perfeito para a cidade Veículo Urbano Avançado da ZF

Extremamente ágil, sem emissão de poluentes e integrado com o motorista e o ambiente: com o Veículo Urbano Avançado a ZF mostra as potencialidades da interconexão inteligente entre os diversos sistemas do chassis, da transmissão e de assistência ao motorista, além de apresentar uma solução exemplar para o trânsito individual urbano nos segmentos de veículos compactos e subcompactos.

Detalhes da tecnologia

Identificar, ativar e estacionar: o Smart Parking Assist da ZF

Além de ajudar o motorista a identificar as vagas mais adequadas, o sistema estaciona o carro automaticamente em vagas a 90° ou em paralelo.

O assistente recebe os dados de doze sensores de ultrassom e dois sensores infravermelhos instalados na dianteira, na traseira e nas laterais do veículo, capazes de reconhecer o espaço ideal para estacionar. A unidade eletrônica de controle processa as informações e comanda todos os sistemas envolvidos na função de estacionamento, como o motor elétrico e o esterçamento necessário da direção elétrica.

Durante esse processo, o motorista pode interagir com o veículo por meio de um display no painel de instrumentos ou ativar a função de estacionamento usando um aplicativo instalado em um equipamento portátil, como um relógio inteligente, depois de sair do carro. A uma velocidade bastante reduzida, o Veículo Urbano Avançado procura sozinho por uma vaga adequada e inicia automaticamente o processo de estacionamento.

Experiência de condução a partir da nuvem: ZF PreVision Cloud Assist

A função de assistência ao motorista PreVision Cloud Assist da ZF com tecnologia em nuvem oferece máxima autonomia e segurança na condução do Veículo Urbano Avançado.

Diferentemente dos programas baseados apenas em GPS, o protótipo da ZF considera as coordenadas geométricas e informações sobre a velocidade máxima permitida e ainda armazena dados na nuvem referentes à posição do carro, velocidade atual, bem como aceleração transversal e longitudinal de cada trajeto percorrido.

Quando o motorista fizer novamente o mesmo caminho, o sistema utiliza esses valores e os dados atuais do veículo para calcular a velocidade ideal para fazer uma curva. A função de assistência reduz antecipadamente o torque de acionamento até que o veículo alcance a velocidade correta para entrar na curva sem a necessidade de utilizar o freio, o que protege não apenas a bateria e o sistema de freios do veículo, como proporciona mais segurança, especialmente em curvas com baixa visibilidade.

Puramente elétrico: o acionamento do eixo traseiro eTB

A suspensão traseira semi-independente eTB (do inglês "electric Twist Beam") assume o acionamento do Veículo Urbano Avançado, que possui um motor compacto com potência de 40 kW montado nas rodas direita e esquerda. Basicamente projetado para o trânsito urbano com um torque de 1.400 Nm no eixo e rotação máxima de 21.000 rpm, o protótipo alcança uma velocidade máxima de 150 km/h.

O eixo dianteiro também é altamente inovador

Um ângulo de esterçamento que chega a 75° aumenta consideravelmente a agilidade e manobrabilidade do protótipo. Esse conceito inovador de chassis reduz consideravelmente os esforços para estacionar e virar o veículo, melhorando a manobrabilidade do subcompacto: a modificação do movimento das rodas chega a reduzir o diâmetro de esterçamento do Veículo Urbano Avançado para menos de 6,5 metros.

O esterçamento do eixo dianteiro é auxiliado pelo sistema Torque Vectoring do acionamento do eixo traseiro, que distribui o torque de forma independente em cada roda, garantindo ao automóvel mover-se com grandes ângulos de esterçamento.

Comunicação através do volante

O motorista recebe constantemente informações sobre a intervenção do PreVision Cloud Assist. O volante multifuncional que a ZF instalou no Veículo Urbano Avançado possui um display OLED (diodo orgânico que emite luz) montado diretamente em seu campo de visão, que mostra, por exemplo, em que medida o sistema de assistência reduz o torque antes de entrar na curva, ou quanto disponibiliza novamente após a curva.

O motorista está em contato direto com o Veículo Urbano Avançado pelo sensor de toque HOD (do inglês "Hands-On Detection"), um sistema capacitivo que abrange a superfície toda da direção e reconhece se o motorista está segurando o volante. A unidade de controle eletrônico instalada na direção transforma o status identificado em sinais digitais e o transmite à rede LIN (do inglês "Local Interconnect Network"), que, dependendo da situação, alerta o motorista ou aciona os sistemas de assistência instalados.